Lançamentos

Lançamento | Pélico: Quem Me Viu, Quem Me Vê

Foto Divulgação

Quem Me Viu, Quem Me Vê” é o nome do novo álbum do cantor e compositor Pélico. Depois de discos que marcaram sua carreira, principalmente Euforia (2015), um mergulhar de sensibilidade e capricho, tanto nas músicas quanto nas letras, esse novo trabalho marca um divisor de água na carreira do artista, por isso o nome do disco foi uma escolha certeira.

As mudanças no rumo das músicas começaram pela produção: Jesus Sanchez, que comandou os dois últimos discos, não está mais neste, em seu lugar foram chamados Régis Damasceno e o baixista Dudinha. Essa virada foi bem ousada, já que a carreira vinha seguindo a mesma linha e com isso foi ganhando fãs por aí. Mas claro, o artista não deve fazer nada para agradar público, pois quem faz isso é o mainstream, artistas reais fazem sua arte para si, para expor o que sentem, o que estão passando e por isso Pélico foi certeiro mais uma vez. Não é à toa que amo este homem!

Para anunciar o disco, no começo deste mês, o cantor liberou o single “Descaradamente”, uma parceria com excelente Negro Léo também nos vocais. Um rock and roll com base ao violão e bateria que mostra claramente o descontentamento com toda a estrutura que nos cerca e que são falsas, ilusórias e giram em torno apenas de quem cuida de sua manutenção constante, como o cantor mesmo disse:

“O vício corrosivo da mentira se espalha sobre a terra que um dia foi redonda. Falsos profetas, milicianos, juízes, procuradores, devoradores da natureza dançam em volta da fogueira e cantam seus mais ardilosos planos. Enquanto isso, nós, viciados na beleza de um mundo mais justo, continuaremos sonhando e lutando. Esse meu canto é pra essa gente que mente descaradamente”.

Caroline Bittencourt foi a responsável pela foto da capa do disco, e Julia Valiengo fez a arte para a capa.

Capa do Disco

O disco possui 10 faixas incríveis e, além de Negro Léo, conta com a participação de Teago Oliveira nas canções “Quem Me Viu, Quem Me Vê” e “Pra Te Dizer”.

A antagonia do ser, muitas vezes, o torna muito mais forte, pois virar o jogo, sair do conforto e dar a cara à tapa é para quem tem coragem e confia muito no que é capaz de fazer. E foi exatamente isso que Pélico fez. Conseguiu transpor sua sensibilidade e leva-la a outro lugar, com isso músicas incríveis surgiram, como: “Acerto de Contas” (minha preferida do disco) e “Louco Por Você”.

_______________________

Ouça o Disco:

Leia Também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: