Lançamentos

Lançamento | Playmoboys e Oh! I Kill: I Just Wanna Dance

Foto Divulgação por Rodrigo Sobrosa

I Just Wanna Dance” é o nome do disco que surgiu da parceria entre as bandas Playmoboys e Oh! I Kill. Caminhando juntos há muitos anos, desde 2013 fazem turnês lado a lado, o que acabou criando uma gigantesca amizade e sintonia incrível. Para este projeto, Conrado Muylaert e Leo Nominato, da Playmoboys, e Raphael Braga e Bernardo Arenari, do Oh! I Kill, apostaram em mesclar seu caldeirão de referências, trazendo ainda o guitarrista convidado Romarinho.

Capa do Disco

Piano elétrico, versos rasgados e clima setentista já marcam a primeira canção do álbum, “I Just Wanna Dance”, que dá nome ao trabalho. Ao longo do disco essas características continuam presentes, mas são somadas às guitarras marcantes e bateria marcando o tempo perfeitamente dando fluidez. Rock, pop, indie e mais outras nuances que vieram de toda a bagagem das bandas e de tudo o que eles gostam e ouviram ao longo da vida completam o álbum.

Duas músicas haviam sido lançadas previamente para apresentar o projeto: o rock com baixo bem acentuado de “Fears and Sins” (que ganhou um lyric video), e “Goodbyes Are Never Forever” (que saiu com Videoclip), que começa mansinha e depois vira um pop rock bem marcado por piano e bateria, digno de grandes sucessos de décadas passadas.

Na reta final do disco, com instrumental em tom pop de balada romântica, a canção “Spoiled Kids”, que conta com a participação da cantora romena Diastrid. Para fechar o rock’n’rollGood Old Friend”, que fala sobre uma velha amizade que o tempo acaba afastando. Espero que isso não aconteça com Playmoboys e Oh! I Kill e que continuem firmes nessa parceria que ficou incrível!

_____________________________

Ficha Técnica:

Produção, guitarra, synth: Conrado Muylaert

Bateria, baixo e vocais: Bernardo Arenari

Voz: Raphael Braga

Participação Especial – Diastrid (Voz em “Spoiled Kids”)

______________________________

Faixa-a-Faixa, por Conrado Muylaert

1 – “I Just Wanna Dance”: começa com um riff feito no Rhodes, e traz uma sonoridade setentista. As três vozes do projeto participam da música, que mistura versos tranquilos com refrão rasgado. No meio disso tudo, um solo com timbre de órgão inspirado em bandas como The Doors

2 – The Bunny Hop: é uma balada indie com referências de bandas inglesas que são influências das duas bandas do projeto. A letra destrincha o medo de solidão diante da vulnerabilidade de um relacionamento. 

3 – Fears and Sins: um rock com toques de blues moderno, cantado de forma rasgada. É a faixa mais energética do álbum, na qual a letra fala sobre erros e acertos nas escolhas da vida. 

4 – Goodbyes R Never Forever: nessa faixa, predomina a influência pop da banda Oh! I Kill. Bernardo e Raphael alternam vocais em meio a muitos sons sintetizados. 

5 – VAR: um indie pop leve, com várias influências misturadas e um vocal cheio de efeitos. 

6 – Spoiled Kids: outra balada do álbum, dessa vez com a participação da cantora romena Diastrid. O instrumental tem grande referência do pop atual. Para compor essa música, ouvi desde Ariana Grande a Charlie Puth, colocando minha influência indie rock para finalizar a canção. Conheci Diastrid em algum canto na internet e fiquei encantado com o timbre da voz dela. 

7 – Good Old Friend: mais um rock energético, dessa vez falando sobre como o passar do tempo afasta os amigos. A música relembra histórias de uma dupla de melhores amigos e propõe um reencontro como nos velhos tempos.

______________________________

Ouça o Disco:

Leia Também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: