Lançamentos

Lançamento | Orquestra Frevo do Mundo, Vol. 1

“Orquestra Frevo do Mundo, Vol. 1” é o nome do primeiro disco do projeto Orquestra Frevo do Mundo, encabeçado pelos produtores Pupillo (ex-Nação Zumbi) e Marcelo Soares. A proposta foi atualizar um estilo musical taxado por muitos como ultrapassado e extremamente regionalizado, mostrando que o frevo continua vivo e pode chegar em todos os cantos do país.

Orquestra Frevo do Mundo, Vol. 1” é o nome do primeiro disco do projeto Orquestra Frevo do Mundo, encabeçado pelos produtores Pupillo (ex-Nação Zumbi) e Marcelo Soares. A proposta foi atualizar um estilo musical taxado por muitos como ultrapassado e extremamente regionalizado, mostrando que o frevo continua vivo e pode chegar em todos os cantos do país.

Um projeto ousado, mas que foi abraçado por muitos artistas talentosos que elevaram o nível do trabalho, trazendo o frevo mais próximo do pop e rock. Já na abertura do disco, a canção “A Filha da Chiquita Bacana” nos brinda nas vozes de Céu e Caetano Veloso em uma “continuação” da linhagem de Chiquita Bacana, marchinha eternizada pela majestosa Emilinha Borba. O mestre pernambucano Siba Veloso comanda a canção “Linda Flor da Madrugada”, e Duda Beat representa a nova geração na terceira faixa “Bloco do Prazer”, mesclando o frevo com o pop.

Pupillo diz que a ideia de juntar estilos “vem desde quando Chico Science articulou aquela ideia da cultura popular se moldar e se relacionar com o pop. Sempre acreditamos que Pernambuco tem uma capacidade incrível para isso. Desde que comecei a mexer com os BPMs (batidas por minuto) do frevo, percebi que casa perfeitamente com outros ritmos da cultura pop, como trap, por exemplo”.

O mestre Roberto Barreto traz a guitarra baiana para o frevo na companhia do pernambucano Otto na música “Ciranda de Maluco”. O clássico “Frevo Mulher”, de Zé Ramalho, ganha vida na potente voz de Tulipa Ruiz com guitarras rock’n’roll,mais ainda nos compassos do frevo e apoio de metais. Arnaldo Antunes volta com uma repaginada em sua música “Ela é Tarja Preta”, que se embaralha com o pop e até pequenos momentos que lembram um reggae.


Já na reta final do disco que dá as caras é Almério, da nova geração da música pernambucana, apesar de já estar na estrada faz muito tempo. Ele canta “Vida Boa”, canção composta por Fabio Trummer, da icônica Banda Eddie, que graças a deus está de volta aos trabalhos. Para finalizar com classe, uma bela homenagem a mestre Levino Ferreira, saxofonista, trompetista e compositor Pernambucano que fez história. A canção “Último Dia” foi interpretada brilhantemente por Henrique Albino, mais um excelente músico pernambucano da nova geração.

Orquestra Frevo do Mundo, Vol. 1” é feito por mestres, homenageia mestres e traz muito mais que a música regionalizada pernambucana, mostrando que o frevo vive e também é de todo o Brasil.

NOVIDADE

E como desdobramento desse disco, esse ano de 2020 ainda trará para as ruas da cidade de São Paulo o Bloco Eu Quero é Frevo, na Av. Sumaré, domingo dia 23/02 às 11h. O bloco contará com as participações de Céu, Tulipa Ruiz e China, entre outros e a banda será formada por Pupillo (bateria), Pedro Dantas (baixo), Davi Bovee (guitarra), Guri (guitarra) e Ângelo Medrado (MPC).

BLOCO EU QUERO É FREVO
Local: Avenida Sumaré, Praça Márcia Aliberti Mammana
Dia: 23/02
Hora: 11h
Link do Evento: https://www.facebook.com/events/2596487157285815/

_______________________________________

Encontre o Projeto:

Ouça o Disco:

Leia Também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: