Lançamentos

Lançamento | Vovô Bebê: Briga de Família

“Briga de Família” é o nome do mais novo disco de Vovô Bebê, alcunha do músico Pedro Carneiro. Carioca, Pedro faz parte da nova geração de excelentes músicos da cena independente do Rio de Janeiro, e chega agora com seu terceiro trabalho autoral.
Foto divulgação por Daniel Rocha

Briga de Família” é o nome do mais novo disco de Vovô Bebê, alcunha do músico Pedro Carneiro. Carioca, Pedro faz parte da nova geração de excelentes músicos da cena independente do Rio de Janeiro, e chega agora com seu terceiro trabalho autoral. Nos anteriores, praticamente foi tudo feito sozinho, mas dessa vez trouxe uma banda de peso que o acompanhou em todo o processo. O músico assina todas as 13 faixas, algumas em parcerias e outras sozinho.

Capa do disco por Ana Barbosa

A abertura é com a faixa-título do álbum, já inicia com “Ai meu Deus quem desceu com o martelo na cabeça do vovô?” e depois discorre por outras situações não tão inusitadas como essa, mas que ocorre em toda família. A sonoridade que ecoa durante a música representa bem a barulheira durante discussões generalizadas em família, tudo isso com riffs desordenados, metais baderneiros e sinais de rádio embaralhados.

A segunda canção, “Êxodo” é a mais antiga do disco, já estava presente no seu trabalho anterior “Coração Cabeção” (2017), mas Pedro disse que fazia muito sentido a música estar também nesse álbum. Ela foi repaginada e conta com a participação da musicista Ana Frango Elétrico, que também participou ativamente de todo o disco cantando e tocando.

Luiza Brina foi outra musicista que deu às caras no trabalho de Vovô Bebê, cantando em “Jão Mininu”, música que quebra a atmosfera voraz e barulhenta de todo o disco. Luis Capucho também participa na faixa “Saparada”, uma tiração de sarro sobre diálogo que envolve um playboy metido a malandro.

Briga de Família” pode ser encara por muitos como uma bagunça total, barulhento e que não se entende nada. Sim, tem um pouco disso, mas vai além dessa estética, proposital ou não. Vovô Bebê conseguiu imprimir elementos não tão novos assim, revivendo pequenas proporções do que grandes músicos brasileira já fizeram: um pouco de Tom Zé, de Gilberto Gil e de Jards Macalé.

Com essas referências muita gente acaba mudando de ideia, essa estética nunca será agradável a massificação, e nem Pedro Carneiro ou outro citado se importam com isso.

____________________________

Encontre o Artista:

Ouça o Disco:

Leia Também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: