Lançamentos

Lançamento | Taco de Golfe: Nó Sem Ponto II

O som é penetrante. Nos faz viajar, refletir e submergir nos acordes técnicos e complexos. “Nó Sem Ponto II” é primoroso, e a Taco de Golfe entrou para minha lista de grandes bandas brasileiras.
Foto Divulgação por Beatriz Linhares

Nó Sem Ponto II” é o nome do segundo disco da banda Taco de Golfe.

Tenho que confessar que há alguns anos atrás eu não via brilho em uma música instrumental. Para mim eram vazias, não diziam nada, eu não sentia nada. Aos poucos isso foi mudando. Dei a oportunidade que muitas vezes não se dão, e hoje consigo compreender o que antes não parecia nada.

Provavelmente comecei a transição quando fui ao show da banda potiguar Mahmed,lá em 2016. Depois fui procurar outras bandas que faziam som instrumental. Foi então que percebi que a grande maioria da galera que eu estava conhecendo era no nordeste.

Gudicarmas (PE), Astronauta Marinho (CE), Kalouv (PE). Eram tantas bandas incríveis que eu tinha deixado para trás. Mas foram essas que abriram as portas para eu me apaixonar por estas sonoridades que dizem muito mais sem as palavras.

Taco de Golfe também é do nordeste, especificamente de Aracaju, Sergipe. Também é excelente, também tem muito a dizer com suas músicas experimentais que ecoam pelo universo instrumental e garantem sensações diferentes em cada um.

Capa do Disco por Gabriel Galvão.

O disco “Nó Sem Ponto II” se afasta um pouco da esfera mais psicodélica de outras bandas instrumentais e adentra na sonoridade de forma mais técnica. O experimentalismo passa pelo rock progressivo, pelo jazz e, principalmente, pelo math rock.

Foi este último estilo que eu vi mais presente no trabalho da Taco de Golfe, a minha associação imediata foi com a banda britânica TTNG, uma das pioneiras do math rock.

Vivemos uma época em que é preciso falar, isso não há dúvida. Mas existem outras formas de falar sem usar palavras, e a banda conseguiu chegar neste ponto. São doses expressivas de riffs virtuosos como na canção de abertura “Grade Grade” e na de encerramento “Nó Sem Ponto II”, além da bateria jazzística como na faixa “O Nada Mudo”.

“Nó Sem Ponto II é sobre a cidade, a comunicação dentro dela e seus problemas. Sobre falar, a difícil habilidade de ser compreendido e outra mais difícil ainda, a de perdoar e entender a pessoa à sua frente. Gravado em um espaço de 3 dias, o álbum reflete a urgência das coisas em nossa realidade e o esforço que fazemos para comunicar nossos sentimentos nesse mundo cada vez mais veloz”, disse a banda em suas redes sociais.

O som é penetrante. Nos faz viajar, refletir e submergir nos acordes técnicos e complexos. “Nó Sem Ponto II” é primoroso, e a Taco de Golfe entrou para minha lista de grandes bandas brasileiras.

________________________________

Encontre a Banda:

Ouça o disco:

Leia Também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: