Lançamentos resenha

2+2=5. Chico Chico e João Mantuano trazem disco conjunto com experimentações e mudanças bruscas no andamento das canções.

A fervorosidade dos acordes está expressa em todo o disco, “Chico Chico & João Mantuano” é enérgico e vigoroso, uma riqueza inventiva de experimentações e versatilidade sonora que cativa qualquer um.
Foto divulgação

Chico Chico & João Mantuano” é o nome do disco homônimo, em conjunto, dos cantores cariocas.

A cidade e suas alegorias, as camadas submersas pelas cores cinzas, pelas bitucas de cigarro, pela fumaça dos carros. “Bons homens têm fome, homens maus comem”. “A Cidade”, canção que abre o disco, é uma expressiva simbologia – mas bem explícita no final das contas – sobre a perspectiva da cidade que consome o ser humano em cada uma das pontas, como também no centro.

O teor político da música inaugural dita um pouco o caminho que o disco percorre, mas ele não está preso somente a isso, na verdade não está preso a nada. “Chico Chico & João Mantuano” tem sua identidade, suas referências, sua própria maneira de estar nesse mundo.

O leque instrumental é muito rico, a guitarra e violão são extremamente presentes e têm seus brilhos facilmente notáveis e dignos de aplausos, mas efeitos eletrônicos e percussões também percorrem a obra e agregam muito no conteúdo que não deixa a sonoridade ficar taxada em apenas um estilo, tanto que nem é tão fácil pontuar alguns estilos que ouvimos dentro do disco.

Cada camada sobreposta a outra torna as canções únicas em forma plena, trazendo pluralidade e riqueza. A partir de estudos, Chico Chico e João Mantuano conseguiram imprimir estilos e descontruir algumas sonoridades, apresentando novas métricas e provocações sonoras.

Nem tudo é preto no branco, nem tudo é dentro do molde estético, nem tudo é 100% dentro do ritmo. Eu amo quando conceitos um tanto “caóticos” são trazidos para as músicas, não é o tempo todo, mas quando aparece se torna algo lindo de se ouvir.

O Disco

Capa do disco Chico Chico & João Mantuano

Chico Chico e João Mantuano são amigos de longa data e decidiram fazer este trabalho conjunto (para nossa sorte). Ambos cantores, compositores e violonistas, entregaram um disco incrível, mas com a ajuda de uma galera muito boa: Pedro Fonseca (teclados e edição), Miguel Dias (baixo) e Lucas Videla (percuteria), que ainda assumem com brio a criação dos arranjos e direção musical.

“Esse é o resultado de três anos de trabalho numa banda que acumula quase 20 anos de amizade e um pouco mais do que isso de vivência em nossas individualidades urbanas. Por vezes doce, quase sempre ácida. Esse disco é sobre isso”, comenta Chico Chico.

Da efusiva “Largo do Machado”, passando pela minimalista pop “Pra Tua”, a blueseira moderna “Medo” e a swingada “Vai com Deus”, a dupla faz música com uma poética única e ousada. 

O disco “Chico Chico & João Mantuano” foi gravado na Toca do Bandido (Rio de Janeiro), produzido por Felipe Rodarte e mixado pelo engenheiro de som Raphael Dieguez. É um lançamento pelo selo Toca Discos.

A fervorosidade dos acordes está expressa em todo o disco, “Chico Chico & João Mantuano” é enérgico e vigoroso, uma riqueza inventiva de experimentações e versatilidade sonora que cativa qualquer um.

________________________

Encontre os Artistas:

Ouça o Disco:

Leia Também:

4 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: