Lançamentos

Mini Mini Notas de Lançamentos da Semana #16

Mini mini notas rapidinhas sobre alguns lançamentos da semana (ou não) que você precisa ouvir e ficar de olho. Essa semana com: Glau Barros e Negra Jaque, ZAINA, Big Jesi e Billy Brandão.

Chegou setembro e nada de piadinhas sobre Wake Me Up When September Ends, por favor, se informa aí e outra, é setembro amarelo e esse não é o único mês que é preciso ter empatia, É NO ANO INTEIRO! Tá no ar a semana #16 com Glau Barros e Negra Jaque, ZAINA, Big Jesi e Billy Brandão.

A Nossa Dor (Single/Clipe) – Glau Barros e Negra Jaque

Capa do single

Nem sempre isso acontece, mas senti tanto poder nessa música desde o começo, sabe, é um samba e geralmente sambas não me causam isso, mas a canção “A Nossa Dor” me causou e eu amei demais isso ter acontecido. Com uma roupagem que lembra muito os sambas clássicos de antigamente, a canção cantada por Glau Barros traz inclusive instrumentos de sopro. Mas do nada a canção muda completamente e eu fico pasmo. Rimas entram e a canção vira um rap cantado por Negra Jaque, depois entra uma mistura de R&B e a sonoridade do samba que estava antes continua, que canção fantástica!

A Nossa Dor” é o primeiro single do projeto liderado pelo selo independente mundodetempo, que lançará em 2022 um disco interpretado por artistas negras e LGBTQIA+ contando com sete canções ao total. Segundo o selo o disco “busca contribuir com ações afirmativas acerca da cena cultural negra no Brasil, para reforçar seu lugar de protagonismo e inspirar os que lutam, sobretudo, contra o preconceito de raça e gênero. Nesse propósito, o samba foi escolhido como referencial sonoro e rítmico desse trabalho, já que também foi forjado na resistência contra a intolerância racial e cultural”.

O single “A Nossa Dor” tem música de Edison Guerreiro que também assina a letra junto com Leo Bracht e Negra Jaque e interpretação de Glau Barros. Já o clipe é uma produção da Reverber Produtora com direção de Mirza Reverbel.

Assista ao Clipe:

Não Quero Ninguém (Single/Clipe) – ZAINA

Capa do single

Estreias matadoras. Eu adoro ver de perto o primeiro lançamento de um artista, é sempre uma surpresa e com certeza uma ansiedade gigante por parte de quem está lançando. ZAINA estreou na semana passada com o single “Não Quero Ninguém” e chegou com TUDO! A música fala sobre amor próprio, uma ode ao amor próprio, e junto a letra uma sonoridade rica que percorre o pop na primeira camada, mas temos influencias de rock e R&B em segundo plano.

A faixa dá início à divulgação de uma série de singles que serão lançados ao longo dos próximos meses. “Não tive dúvidas na hora de escolher meu primeiro single, essa música diz muito sobre se amar em primeiro lugar, sobre maturidade, responsabilidade emocional, sobre se reerguer após uma desilusão amorosa, força e amor próprio. É um som que emana liberdade e essa é uma das coisas que eu mais valorizo na vida: o poder de escolher ser livre”, revela ZAINA.

Junto ao single, que teve produção de Heli, o lançamento ganhou um videoclipe incrível, com produção da Agência Criativa WOZ e direção de Alexandre Alencar e da própria ZAINA.

Encontre a Artista:

Assista ao Clipe:

Kroutons (Álbum) – Big Jesi

Capa do disco por Filosofino e Riegulate

Às vezes eu penso em fazer músicas, porém não sei como fazer. Mas na minha cabeça, numa projeção de como seriam essas músicas, é algo que se assemelha muito ao novo trabalho de Big Jesi, o disco “Kroutons”. Não, ele não é uma inspiração pra mim, pelo menos não era, pois acabei de conhecer seu trabalho e garanto que virei fã.

Músico e produtor paraibano, Daniel Jesi tem larga experiência em diversas bandas e também como produtor. Além do mais é o idealizador do movimento #30dias30beats, onde todo mês de abril diversos beatmakers do Brasil produzem beats diariamente e postam em suas redes, num exercício de troca, aprendizagem e produção musical. Quem sabe um dia eu não participo deste movimento, né?

Aliás, este disco “Kroutons” surgiu do desafio #30dias30beats de 2019, das 30 faixas curtas lançadas, o álbum foi todo reeditado para este lançamento nos streamings. Agora são 15 faixas que misturam os 30 beats passando por sonoridades que vão do instrumental jazzístico ao hip/hop Lo-fi, regado a linhas de baixo.

Alguns momentos parecem músicas de games antigos de aventuras, outras vezes lembra vinhetas de Rick and Morty. No final é um baita disco para quem curte beats em diferentes estilos e diversas camadas sonoras.

Kroutons é um retrato sonoro de um experimento. Usando a MPC 1000 a cada dia do mês de abril de 2019, eu fazia uma base de no máximo 1 minuto. Não planejava as músicas, não pensava se era mercadológicas. O mote era me influenciar pela música ou algum acontecimento que no dia me fez prestar atenção. Se sentia necessidade de usar outro instrumento além da MPC, tentava fazer com que os instrumentos fossem executados ao mesmo tempo. Foi um disco muito baseada na interação e performance com os equipamentos num take único. Para os streamings resolvi editar e mesclar as músicas”.

O álbum tem produção do BBS Studio e do Hominis Canidae REC.

Encontre o Artista:

Ouça o Disco:

O Bicho Tá Pegando (Álbum) – Billy Brandão

Capa do disco por Mirella Migliari

O Bicho Tá Pegando”. Tá pegando no baixo, na batera, na percussão, nos metais, o groove tá pegando fogo. Cheio que ritmo, energia e swing, o grande e experiente músico Billy Brandão lançou hoje seu primeiro disco solo, depois de muitas colaborações com gigantescos artistas brasileiros. É difícil falar de estreia sendo que o cara já tem o nome marcado na história do rock brasileiro, mesmo assim ele “começou” com tudo. Com músicas que vão desde riffs eletrizantes de guitarra, outras mais groovadas puxando pro soul e outras indo pro lado do jazz, o disco é tão leve que às vezes parece até de improviso.

Mas tudo foi muito bem composto, ensaiado e gravado, os arranjos de Billy Brandão e dos outros músicos ficaram excelentes, alguns momentos se destacam bem, como o sax tenor de Zé Carlos Bigorna” na faixa “Se Ela Quiser”. Das 10 faixas de “O Bicho Tá Pegando”, nove são composições de Billy, sendo a última faixa, “She’s Leaving Home”, uma versão da canção de Lennon e McCartney.

O álbum possui faixas mixadas por Renato Muñoz, Billy Brandão, Rodrigo Lopes e Rodrigo Duarte, já a masterização foi toda feita por Ricardo Garcia no Magic Master. Depois de rodar por aí acompanhando Frejat e Erasmo Carlos e tocar nos maiores palcos do país, Billy chega com “O Bicho Tá Pegando” que é uma obra perfeita pra quem curte música instrumental com muito ritmo, rock, soul, jazz e muito mais.

Encontre o Artista:

Ouça a Disco:

Ouça a Playlist de Indicações da Semana:

Leia Também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: